Mais energia para realizar seus sonhos

REVERB POESIA - A MALDIÇÃO DE SER FELIZ

LETRA "A MALDIÇÃO DE SER FELIZ" REVERB POESIA:

Eu nasci, com a maldição de ser feliz
Eu só queria ser normal, sorrir só quando dizer xis
Procurei, alguma cura desse mal
Mas percebi que a maldição, estava mesmo em ser normal
Logo no nascimento já era visível
Que pra um pai tão sério aquilo era horrível
Um filho nascer palhaço, não foi razão pra festa
Mas que cabelo estranho, que nariz é esse
Depois de adolescente mandaram que escondesse
Como espinha falsa, bem no meio da testa
Ele fez o seu papel pois sério o tempo inteiro
Só dava risada trancado no banheiro
Ganhou uma maleta e partiu atrás de emprego
Lá foi nosso palhaço vestido de adulto
Com cara emburrada e linguajar tão culto
Mas falar em alegria para ele era grego
Com diplomas e um currículo em seu repertório
Chega o circo de horrores chamado o escritório
Lá sua fantasia é mais uma entre tantas
O domador enjaulado que mata um leão por dia
O malabarista desequilibrado fazendo acrobacia
A engolidora de sapos com o nó na garganta
A atiradora de facas com a língua afiada explica a regra do jogo
Ninguém contraria o chefe porque ele cospe fogo
Mas aparece o ilusionista anunciando a sexta feira
E o palhaço que perdeu a alegria procurando se encontrar
Leva no peito um sorriso estampado no crachá
Debaixo dessa careca,
eu sei que existe uma peruca e aquela ideia maluca
De quem sabe um dia ser feliz
Debaixo da maquiagem, eu sei que existe um palhaço
Que vai entender que o fracasso, é não assumir o seu nariz

Fechar (esc)

Saiba antes!

Cadastre seu email e faça parte do clube Caixa Filosofal.

Seja avisado antes sobre promoções:

Age verification

By clicking enter you are verifying that you are old enough to consume alcohol.

Buscar

Carrinho

Seu carrinho está vazio no momento.
Comece a comprar